Reintegração do diesel cancela diminuição do valor divulgada pela Petrobras

Reoneração do diesel anula redução do preço anunciada pela Petrobras

Reoneração do diesel anula redução do preço anunciada pela Petrobras

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, confirmou nesta terça-feira, 26, que a reoneração do diesel começará a valer no dia 1º de janeiro de 2024. De acordo com as estimativas, o impacto dessa reoneração será de pouco mais de 30 centavos por litro.

Essa medida torna sem efeito a redução de 30 centavos por litro anunciada pela Petrobras anteriormente. No comunicado, a estatal divulgou uma redução de R$ 0,30 por litro no preço do diesel tipo A para as distribuidoras, que será implementada a partir desta quarta-feira, 27.

A Petrobras informou que a sua parcela no preço ao consumidor terá uma redução de R$ 0,26 por litro, considerando a mistura obrigatória de 88% de diesel A e 12% de biodiesel nos postos de combustível. Com isso, o valor médio do litro vendido na bomba deve ser de aproximadamente R$ 3,06 para o consumidor final. Essa nova redução anunciada pela Petrobras compensa o impacto da reoneração que entrará em vigor no próximo ano.

Segundo Haddad, não há motivo para aumento do preço do diesel, uma vez que a Petrobras realizou dois cortes no mês de dezembro que mais do que compensaram a reoneração prevista para 2024.

Impacto nas demais gasolinas

Quanto à gasolina e ao gás de cozinha, a Petrobras decidiu manter os preços inalterados por enquanto. A última alteração no preço da gasolina ocorreu em 21 de outubro deste ano, quando a estatal reduziu o valor em R$ 0,12 por litro para as distribuidoras. Com esse último movimento, o combustível acumula uma queda de R$ 0,27 por litro em 2023, representando uma redução de aproximadamente 8,7% no valor.

O gás de cozinha (GLP) não sofreu alterações desde 1° de julho, quando a Petrobras reduziu os preços em R$ 0,10 por kg, totalizando uma queda de 3,9% no ano. Desde então, o botijão de 13 kg passou a custar R$ 31,66, considerando apenas a parcela da estatal no preço final ao consumidor. Em 2023, o gás GLP acumulou uma queda de 24,7%, ou seja, redução de R$ 10,40 por botijão.

Avalie esta notícia

Ajude-nos e avalie esta notícia

Ajude-nos e avalie esta notícia.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]