Idoso em Maricá é enganado por golpistas e perde R$ 275 mil com falsos corretores

É golpe! Falsos corretores levam R$ 275 mil de idoso em Maricá | Enfoco

Aposentado em Maricá perde R$ 275 mil em golpe de falsos corretores

Um aposentado de 71 anos, morador de , foi vítima de um golpe e perdeu R$ 275 mil ao tentar comprar um imóvel perto da Lagoa de Araçatiba. Dois falsos corretores ofereceram a casa, avaliada em R$ 600 mil, pela metade do preço, alegando dívidas de IPTU. A vítima fez pagamentos, mas não recebeu as chaves e descobriu que o contrato era falso.

Um aposentado de 71 anos, morador de , enfrenta desafios após ser vítima de um golpe e perder R$ 275 mil ao tentar comprar um imóvel perto da Lagoa de Araçatiba. Para atrair interessados, dois falsos corretores ofereceram a casa, avaliada em R$ 600 mil, pela metade do preço, alegando que havia dívidas de IPTU. A vítima fez pagamentos, mas não pegou as chaves e descobriu que o contrato era falso.

O aposentado, que preferiu não ser identificado por motivos de segurança, utilizou suas economias para esse investimento. Indicado por um vizinho a um corretor de imóveis em julho do ano passado, o preço atrativo chegou a levantar suspeitas, mas os corretores asseguraram a legitimidade da documentação, alegando que apenas o IPTU estava pendente.

“Depois de mais de 40 anos de trabalho, meu pai pegou as economias para comprar a casa para a gente ter uma renda, pois o plano de saúde da empresa em que ele trabalhava havia acabado, e a gente precisa pagar o plano atual. Em julho do ano passado, um vizinho nos indicou um corretor de imóvel que nos mostrou uma casa, o preço estava bem abaixo do que era ofertado. Alertei meu pai, mas o corretor falou que tinha toda a documentação correta e que só o que estava pendente era o IPTU, ele falou que iria descontar”, contou o filho da vítima.

O rapaz acrescenta que toda a transação ocorreu na casa do pai, sem envolvimento de uma imobiliária. Além disso, a documentação, apesar de aparentemente correta presencialmente, foi verificada online, revelando ser falsa, com registro em nome de outra pessoa.

“Toda a negociação foi feita dentro da casa do meu pai. Não teve imobiliária. Inclusive, foram dois corretores lá e eles enviaram uma pessoa que dizia ser do cartório. A documentação foi feita, só que eu verifiquei através de registros pela internet que o documento era falso, estava no nome de outra pessoa. Peguei a documentação”, disse.

A família destaca que o vizinho que indicou o corretor também foi vítima do golpe, descobrindo o ocorrido mais tarde. As transferências financeiras foram iniciadas com R$ 50 mil via Pix como sinal para um dos corretores e seguidas por outra transferência de R$ 224,955,51.

Investigação em andamento

Os corretores suspeitos não foram mais encontrados pelas vítimas. O caso foi registrado como estelionato na terça-feira (27) na 82ª DP (Maricá). Testemunhas serão ouvidas e diligências estão em andamento para apurar todos os fatos.

É importante destacar que esse tipo de golpe é cada vez mais comum e exige muita atenção dos consumidores. Ao realizar a compra de imóveis, é fundamental verificar e confirmar a documentação e realizar negociações através de imobiliárias de confiança, que possam dar garantias de legalidade. Além disso, desconfie de ofertas com preços muito abaixo do mercado, pois podem indicar possíveis fraudes.

As autoridades alertam que, em caso de suspeita de golpes ou qualquer tipo de fraude, é fundamental registrar um boletim de ocorrência e cooperar com as investigações, fornecendo todas as informações necessárias para identificar os criminosos.

A população também deve se conscientizar sobre a importância de denunciar golpes para evitar que outras pessoas sejam vítimas. Com o aumento do uso de meios digitais e transações financeiras online, os golpes têm se tornado mais sofisticados e é necessário estar sempre atento para não cair em armadilhas.

Conclusão

O aposentado de Maricá que perdeu R$ 275 mil em um golpe de falsos corretores enfrenta agora os desafios de buscar justiça e recuperar seu dinheiro. O caso serve como alerta para a população, que deve redobrar a atenção ao realizar transações financeiras e verificar a legalidade de documentos e contratos antes de fechar negócio. É fundamental denunciar golpes e cooperar com as autoridades para evitar que outras pessoas sejam vítimas dessas fraudes.

Fonte da Notícia: Plantão Guia Região dos Lagos

Casa à venda próxima à Lagoa de Araçatiba

Família do aposentado vítima do golpe

Família do aposentado vítima do golpe

Documento falso utilizado pelos corretores

Documento falso utilizado pelos corretores

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]