Menu

> Cidades

[wilcity_quick_search_form_shortcode]

Homem é detido em flagrante por agredir parceira em Araruama

Homem é preso em flagrante após agredir companheira em Araruama | Araruama

Homem é preso em flagrante após agredir companheira em Araruama

A polícia prendeu um homem em flagrante após ele agredir sua esposa no bairro Fazendinha, em , na noite de quarta-feira (17). O crime ocorreu na Rua Vinte e a vítima, de 38 anos, relatou que já havia sido agredida outras vezes pelo marido, de 46 anos.

De acordo com a vítima, o agressor desferiu um soco em sua perna e proferiu xingamentos e ofensas. A filha do casal confirmou a versão da mãe sobre as agressões anteriores.

Apesar de não estar ferida, a mulher dispensou atendimento médico. O agressor foi preso em flagrante e levado para a 118ª DP (), onde foi autuado por lesão corporal no âmbito da Lei Maria da Penha. Ele foi encaminhado ao sistema prisional.

A violência doméstica é uma grave questão social que afeta milhares de mulheres em todo o país. A Lei Maria da Penha foi criada com o objetivo de combater esse tipo de crime e garantir a proteção das vítimas. No entanto, os casos de agressão ainda são frequentes e muitas mulheres sofrem caladas, com medo das consequências de denunciar seus agressores.

É importante que todas as vítimas de violência doméstica saibam que não estão sozinhas e que existem leis e mecanismos de proteção disponíveis. Além disso, é fundamental o apoio da sociedade para que essas mulheres se sintam encorajadas a denunciar seus agressores e buscar ajuda.

A punição dos agressores é essencial para impedir a perpetuação desse ciclo de violência. A prisão em flagrante do agressor em Araruama mostra a efetividade das medidas de proteção previstas na Lei Maria da Penha. É necessário que as autoridades continuem trabalhando de forma incansável para garantir a segurança das vítimas e garantir que os agressores sejam responsabilizados pelos seus atos.

A conscientização e a educação também desempenham um papel fundamental na prevenção da violência doméstica. É preciso incentivar o respeito mútuo e a igualdade de gênero desde cedo, tanto no ambiente familiar quanto na sociedade como um todo.

É inadmissível que mulheres continuem sendo vítimas de agressão e violência dentro de suas próprias casas. A violência doméstica é uma violação dos direitos humanos e deve ser combatida vigorosamente por todos.

É fundamental que as vítimas de violência doméstica tenham acesso a suporte legal, psicológico e social para que possam reconstruir suas vidas longe do ciclo de violência. Além disso, é importante investir em políticas públicas que visem à prevenção e ao combate à violência contra as mulheres.

É urgente que a sociedade se una no enfrentamento desse problema, levantando a voz contra a violência doméstica e apoiando as vítimas. Nenhuma mulher merece ser agredida ou viver com medo dentro de sua própria casa. Chega de impunidade! A justiça e a proteção das vítimas devem sempre prevalecer.

A vítima relatou que já havia sido agredida pelo marido outras vezes

*Com informações de RC24H

Fonte da Notícia: Plantão Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]