Dois indivíduos são detidos ao tentar comercializar veículos falsificados em São Pedro da Aldeia.

spot_img

Polícia Civil de São Pedro da Aldeia prende dois homens por receptação de veículos clonados

A Polícia Civil de , no Rio de Janeiro, efetuou a prisão de dois homens em flagrante por receptação de veículos clonados, na manhã desta quarta-feira (3).

As prisões foram resultado de diligências coordenadas pelo Delegado de Polícia Titular Mílton Siqueira Júnior, com o objetivo de combater a circulação e venda de carros clonados na cidade.

Veículo clonado é oferecido por R$ 15.000,00 em marketplace do Facebook

Em uma das ocorrências, a equipe recebeu uma informação de que um veículo GM/Onix 2017, placa LSS-1G84, estava sendo oferecido por R$ 15.000,00 em um grupo de venda no Facebook.

Após abordar o vendedor, identificado como Leandro P. M., os agentes realizaram uma verificação dos sinais de identificação do veículo, confirmando a clonagem.

Foi constatado que o veículo em questão era um “clone” de outro carro, que pertencia ao seu verdadeiro dono. O carro original havia sido roubado em 2021 e registrado na 78ª DP – Fonseca, em Niterói.

O caso foi apresentado ao Delegado Titular, Dr. Milton Siqueira Júnior, que determinou a prisão em flagrante do acusado pelo crime de receptação, previsto no art. 180 §1º do Código Penal.

Veículo roubado no Espírito Santo é vendido por R$ 11.000,00 em marketplace

Em outra ocorrência, a equipe recebeu a informação de que um veículo GM/Prisma LTZ 2014, placa KKL-5017, estava sendo oferecido por R$ 11.000,00 em um grupo de venda no Facebook.

Após abordar o vendedor, identificado como Lucas L. S. A., os agentes constataram que o veículo era produto de roubo no estado do Espírito Santo e que havia uma restrição judicial de busca e apreensão sobre ele.

O vendedor confessou que sabia da restrição do veículo, mas decidiu vendê-lo mesmo assim.

O Delegado Titular, Dr. Milton Siqueira Júnior, determinou a prisão em flagrante do acusado pelo crime de receptação qualificada, previsto no art. 180 §1º do Código Penal.

Fotos da Polícia Civil de

Viaturas da Polícia Civil de São Pedro da Aldeia

Ações da Polícia Civil resultam em prisões e na repressão ao crime de clonagem de veículos

A atuação da Polícia Civil de São Pedro da Aldeia tem se mostrado eficaz no combate ao crime de clonagem de veículos na região.

A clonagem de veículos é uma prática criminosa que consiste em falsificar as informações e características de um veículo, com o intuito de ocultar sua real procedência e possibilidade de envolvimento em crimes.

Além de causar prejuízos financeiros aos compradores enganados, os carros clonados podem ser utilizados em atividades ilícitas, como assaltos e tráfico de drogas.

Por isso, é fundamental que a polícia atue de forma efetiva para coibir essa prática e prender os responsáveis.

A população também tem um papel importante nesse combate, denunciando qualquer suspeita de veículo clonado às autoridades competentes.

Consequências do crime de receptação de veículos clonados

O crime de receptação em relação a veículos clonados é severamente punido pela legislação brasileira.

O artigo 180, parágrafo 1º do Código Penal estabelece pena de reclusão de 3 a 8 anos, além de multa, para quem adquire, recebe, transporta, desmonta, restaura, vende ou oculta veículo clonado ou adulterado.

Além disso, o comprador de um veículo clonado também pode sofrer consequências jurídicas, como a perda do bem adquirido e a responsabilidade por eventuais danos causados pelo veículo.

Portanto, é fundamental que os compradores tenham cuidado e busquem verificar a procedência do veículo, solicitando os documentos e realizando uma vistoria completa antes de efetuar a compra.

Conclusão

A prisão dos dois homens em flagrante por receptação de veículos clonados em São Pedro da Aldeia é mais uma ação importante na luta contra a criminalidade na região.

A atuação eficiente da Polícia Civil mostra o compromisso das autoridades em combater o crime de clonagem de veículos, protegendo a população e garantindo a segurança nas estradas.

É fundamental que a sociedade esteja atenta e denuncie qualquer suspeita de veículos clonados, contribuindo para a ação da polícia e para a redução dos crimes relacionados a essa prática criminosa.

Adquirir um veículo é um investimento significativo, e é responsabilidade de todos fazer uma compra segura, verificando a procedência do veículo e garantindo sua legalidade.

A conscientização e a colaboração de todos são essenciais para tornar as estradas mais seguras e combater a criminalidade.

Fonte da Notícia: Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]