Alerta em Rio das Ostras: Emergência por surto de dengue

Rio das Ostras em alerta: situação de emergência declarada por epidemia de dengue | Rio das Ostras

Rio das Ostras em alerta: situação de emergência declarada por epidemia de dengue

No município de , no estado do Rio de Janeiro, a Administração Municipal anunciou a situação de emergência devido ao risco iminente de epidemia causada pelo mosquito Aedes Aegypti, vetor de doenças como dengue, zika e chikungunya. A decisão foi publicada no Jornal Oficial, edição nº 1666, por meio do decreto nº 3936/2024.

A medida foi tomada devido ao cenário epidemiológico preocupante da dengue na cidade, com um importante crescimento de casos desde o ano anterior. Além disso, também há um aumento nos casos das outras doenças transmitidas pelo mosquito. Somente nas oito primeiras semanas de 2024, foram notificados 1.916 casos de dengue, representando um aumento significativo em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Infelizmente, duas mortes causadas pela dengue já foram registradas no município este ano. Diante dessa situação, está prevista a instalação de um Polo de Atendimento na Unidade Nilson Marins, voltado para pacientes com sintomas leves de dengue.

Ações de enfrentamento e monitoramento

Além de reagir à emergência, a Administração Municipal também está adotando medidas preventivas. O decreto nº 3932/2024, criado no início de março, estabeleceu o “Comitê Municipal Intersetorial de enfrentamento, acompanhamento e monitoramento ao combate ao vetor Aedes spp”. Esse comitê será responsável por orientar ações e monitorar a situação epidemiológica.

A gestão municipal afirma que trabalha durante todo o ano na prevenção e combate ao mosquito Aedes Aegypti, incluindo visitas domiciliares e mutirões. No entanto, o expressivo aumento de casos de dengue indica a necessidade urgente de reavaliação da efetividade dessas ações de rotina.

Cuidados diários para combater a proliferação do mosquito

Para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, é fundamental que toda a população adote alguns cuidados diários. Medidas simples, como a cobertura de tonéis e caixas d'água, a limpeza regular de calhas e a eliminação de recipientes que acumulam água, são essenciais nesse combate.

A Administração Municipal ressalta que a colaboração da comunidade é crucial nesse processo. Os agentes de saúde, devidamente identificados, estão prontos para inspecionar e orientar a população no combate aos criadouros do mosquito.

É importante destacar que a situação de emergência devido à epidemia de dengue em é um alerta para a gravidade do problema. A população precisa estar consciente da importância de adotar medidas preventivas e de combate ao mosquito Aedes Aegypti.

Imagem: Douglas Smmithy

Conscientização e mobilização da sociedade

Além das ações da Administração Municipal, é importante que haja uma conscientização e mobilização de toda a sociedade no combate ao mosquito Aedes Aegypti. É fundamental que cada cidadão faça sua parte, adotando medidas preventivas em sua residência e transmitindo essas informações para amigos e familiares.

A dengue, assim como outras doenças transmitidas pelo mosquito, pode ser prevenida com a eliminação dos criadouros e a adoção de cuidados simples no dia a dia. A união e colaboração de todos são fundamentais para combater essa epidemia e garantir a saúde da população de Rio das Ostras.

Conclusão

A situação de emergência devido à epidemia de dengue em Rio das Ostras é motivo de preocupação para toda a população. É necessário que todos estejam atentos e adotem medidas preventivas e de combate ao mosquito Aedes Aegypti. Além das ações da Administração Municipal, é fundamental a conscientização e mobilização de toda a sociedade. Unidos, podemos combater essa epidemia e garantir a saúde e bem-estar de todos.

Fonte da Notícia: Plantão Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]