Menu

> Cidades

[wilcity_quick_search_form_shortcode]

UE busca opinião de concorrentes sobre oferta da Apple de acesso a tecnologia sem contato.

Comissão Europeia busca opinião de rivais sobre oferta da Apple de permitir acesso a tecnologia sem contato

A Comissão Europeia está buscando feedback de rivais e clientes sobre as concessões que a Apple ofereceu para possivelmente resolver as acusações antitruste da UE e evitar uma possível multa pesada, disse o órgão nesta sexta-feira, confirmando uma reportagem anterior da Reuters.

Entre esses compromissos, que permaneceriam em vigor por 10 anos, está a oferta da Apple de permitir que provedores de serviços terceirizados acessem seus sistemas de pagamentos sem contato, também conhecidos como tap-and-go e usados para carteiras móveis.

No ano passado, o órgão de fiscalização da concorrência da União Europeia acusou a Apple de restringir o acesso dos rivais à sua tecnologia de tap-and-go, Near-Field Communication (NFC), dificultando o desenvolvimento de serviços rivais nos aparelhos da Apple.

A Comissão Europeia está procurando obter a posição dos rivais da Apple em relação a essas ofertas, a fim de determinar se são suficientes para solucionar as preocupações relacionadas ao abuso de posição dominante da Apple no mercado.

A tecnologia de pagamentos sem contato da Apple, conhecida como NFC, permite que os usuários façam pagamentos simplesmente encostando o dispositivo em um terminal de pagamento compatível. No entanto, a Apple tem sido criticada por restringir o acesso de terceiros a essa tecnologia, o que impede o desenvolvimento de serviços concorrentes.

Ao permitir que provedores de serviços terceirizados acessem seus sistemas de pagamentos sem contato, a Apple está buscando criar um ambiente mais aberto e competitivo no mercado de pagamentos móveis.

Essa oferta da Apple é uma tentativa de resolver as preocupações antitruste da União Europeia, que alega que a empresa usa práticas anticompetitivas para limitar a entrada de concorrentes no mercado de pagamentos móveis.

A Comissão Europeia está procurando garantir que as ofertas da Apple não sejam apenas uma solução temporária, mas que tenham um impacto significativo e duradouro no mercado, garantindo uma concorrência justa e aberta.

As opiniões dos rivais da Apple são cruciais para determinar se as concessões propostas pela empresa são suficientes para corrigir as preocupações antitruste e promover uma maior concorrência no mercado de pagamentos móveis.

Caso a Comissão Europeia conclua que as ofertas da Apple não são adequadas, a empresa poderá enfrentar uma multa pesada e possíveis restrições às suas práticas comerciais.

A Apple tem sido alvo de várias investigações antitruste em todo o mundo por suas práticas comerciais e políticas relacionadas ao seu ecossistema fechado e a limitação do acesso de terceiros às suas tecnologias.

Essa não é a primeira vez que a Apple enfrenta acusações de abuso de posição dominante na União Europeia. No passado, a empresa foi multada em 13 bilhões de euros por práticas fiscais ilegais na Irlanda.

A União Europeia está cada vez mais atenta às práticas antitruste das grandes empresas de tecnologia, buscando garantir que a concorrência seja promovida e que o acesso dos concorrentes às tecnologias seja garantido.

O resultado da investigação da Comissão Europeia sobre as ofertas da Apple ainda não foi divulgado. No entanto, essa medida da empresa de buscar feedback de rivais e clientes é um sinal de que a Apple está disposta a fazer concessões para resolver as acusações antitruste e evitar possíveis punições.

No momento, aguarda-se a posição dos concorrentes da Apple em relação às ofertas propostas, o que ajudará a determinar se a empresa está realmente comprometida em promover uma concorrência aberta e justa no mercado de pagamentos móveis.

Enquanto isso, a Apple continua a ser uma das principais empresas do setor de tecnologia, com seus dispositivos e serviços sendo amplamente utilizados em todo o mundo. A resolução das acusações antitruste da União Europeia terá um impacto significativo no futuro da empresa e no mercado de pagamentos móveis como um todo.

É importante que as grandes empresas de tecnologia sigam as regulamentações antitruste para garantir a justiça e a concorrência no mercado. As medidas tomadas pela Comissão Europeia em relação à Apple são um exemplo de como as autoridades estão buscando garantir que os interesses dos consumidores e a concorrência sejam protegidos.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Felipe Rabello

Felipe Rabello

Felipe é um dos editores do Guia Região dos Lagos.

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]