Sargento do Corpo de Bombeiros é detido por suposto homicídio da ex-esposa em Saquarema

spot_img

Sargento do Corpo de Bombeiros é preso acusado de feminicídio em

Um sargento do Corpo de Bombeiros identificado como Silvio Denis Cabral de Oliveira, de 42 anos, foi preso nesta segunda-feira (18) em , após prestar depoimento na 124ª Delegacia de Polícia. Ele é suspeito de feminicídio e de ter participado do desaparecimento da ex-mulher, Rafaela Torres, de 35 anos.

O caso ocorreu no último sábado (16) quando Rafaela foi retirada de um carro por um homem armado, enquanto dava carona para um amigo. No domingo (17), um corpo carbonizado, possivelmente o da vítima, foi encontrado no automóvel que era utilizado por ela e que também acabou sendo levado por um criminoso. O veículo foi incendiado antes de ser abandonado.

O sargento foi flagrado em câmeras de segurança rendendo a ex-mulher no bairro da Raia. Segundo o delegado André Bueno, responsável pela investigação do caso, uma testemunha já reconheceu o bombeiro como sendo o mesmo que aparece nas imagens.

Após se apresentar espontaneamente na delegacia, Silvio alegou que estava sob efeito de um surto psicótico causado pelos medicamentos controlados que toma. Ele afirmou não se lembrar do que aconteceu. No entanto, o delegado Bueno constatou que o suspeito estava com uma marca de queimadura pelo corpo, o que indica sua possível participação no incêndio do veículo.

“A queimadura no braço é mais um indício de que ele tenha sido o responsável por atear fogo no carro. O depoimento dele durou cerca de 40 minutos e suas respostas foram evasivas, o que não contribuiu para a investigação”, afirmou o delegado.

A Justiça decretou a prisão temporária do sargento, que foi detido logo após prestar declarações. A polícia acredita que o motivo do crime seja o fato de o acusado não aceitar o fim do relacionamento com a vítima.

Para confirmar a identidade do corpo carbonizado, os familiares de Rafaela foram chamados para realizar exames de DNA e comparar as amostras com os restos mortais encontrados no veículo. O resultado do exame irá determinar se o corpo é mesmo o da ex-mulher de Silvio.

Esse caso chocou a população de Saquarema, na Região dos Lagos, e destaca a urgência de medidas efetivas de combate à violência contra a mulher. O feminicídio é um crime grave e recorrente no Brasil, exigindo atenção e esforços das autoridades para prevenir novas tragédias como essa.

O Corpo de Bombeiros informou que irá colaborar com as investigações e tomará as medidas cabíveis em relação ao sargento preso. A corporação afirmou que casos como esse não refletem a conduta dos demais membros e que a instituição está empenhada em combater qualquer desvio de conduta.

É importante ressaltar que a violência contra a mulher é um problema social que precisa ser enfrentado com seriedade. É necessário o fortalecimento das leis de proteção às mulheres e o investimento em políticas públicas que amparem e incentivem as vítimas a denunciarem os agressores.

Enquanto aguardamos o desenrolar das investigações, é fundamental que a sociedade se una no combate à violência de gênero, promovendo a conscientização e o respeito, para que tragédias como essa não se repitam. O feminicídio não pode mais ser tolerado e é dever de todos lutar por um país mais seguro para as mulheres.

Créditos da imagem: Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]