Preso em Maricá homem que enganava ao vender carros falsos.

Homem que fazia venda falsa de carros é preso em Maricá | Enfoco

Homem que realizava venda fraudulenta de veículos é preso em Maricá

Um homem foi preso em , na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, nesta sexta-feira (15), acusado de realizar venda fraudulenta de veículos. De acordo com a Polícia Civil, o suspeito acumulava 100 anotações criminais por estelionato.

O crime consistia em oferecer carros supostamente provenientes de leilões e, após receber o pagamento das vítimas, desaparecer da cidade, deixando prejuízos significativos aos compradores. As investigações apontaram que o golpista já enganou pessoas em várias localidades, como Niterói, Saquarema, Petrópolis, Itaboraí, Campos dos Goytacazes e na própria capital, Rio de Janeiro.

A Polícia Civil revelou um caso ocorrido em novembro do ano passado, em Guapimirim, também na Região Metropolitana, onde o estelionatário se passou por proprietário de uma frota de veículos de leilão e enganou quatro pessoas. As vítimas realizaram transferências bancárias esperando receber os veículos prometidos, porém o criminoso fugiu da região e ainda roubou diversos eletrodomésticos da residência que alugara para concluir seus golpes.

A ação da polícia resultou na execução de dois mandados de prisão preventiva contra o estelionatário. Durante a prisão, o suspeito foi encontrado com um veículo avaliado em R$ 80 mil, proveniente do mesmo tipo de crime. O caso foi registrado na 67ª DP (Guapimirim).

Investigações revelam a extensão do golpe

As investigações da Polícia Civil revelaram a amplitude do esquema criminoso realizado pelo homem preso em . Além das ocorrências na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, o suspeito também já atuou em outras localidades, deixando um rastro de vítimas pelo caminho.

Para enganar os compradores, o estelionatário se passava por proprietário de uma frota de veículos de leilão. Ele oferecia os carros a preços atrativos e convencia as vítimas a realizar transferências bancárias para garantir a compra. Porém, assim que recebia o dinheiro, ele desaparecia, deixando as pessoas sem os veículos e com um grande prejuízo financeiro.

Além disso, o criminoso também praticou roubos em algumas das residências onde estava hospedado para completar seus golpes. Em um caso específico, ele roubou diversos eletrodomésticos de uma casa em Guapimirim, aumentando ainda mais a sua lista de crimes.

Cada vez mais confiantes na transação, as vítimas não desconfiavam da atuação do estelionatário, que utilizava a mesma estratégia em todas as suas ações criminosas. Isso dificultava a identificação e prisão do suspeito, que conseguiu acumular 100 anotações criminais por estelionato.

A prisão e apreensão do veículo

Após longas investigações, os agentes da 67ª DP de Guapimirim conseguiram reunir provas suficientes para fazer a prisão do estelionatário em Maricá. O suspeito foi encontrado na posse de um veículo avaliado em R$ 80 mil, que foi apreendido.

A polícia conseguiu executar dois mandados de prisão preventiva contra o homem, colocando fim à sua sequência de crimes. A ação policial representa uma vitória na luta contra a fraude e o estelionato na região.

A população, que estava sendo constantemente enganada pelo criminoso, agora pode ficar mais tranquila sabendo que ele está sob custódia policial. No entanto, é importante que as pessoas estejam sempre alertas e desconfiem de ofertas muito boas para ser verdade, principalmente envolvendo a compra de veículos.

Prevenção é a melhor solução

Para evitar cair em golpes como esse, é fundamental adotar algumas medidas de prevenção e cautela. Ao realizar a compra de um veículo, é importante verificar a procedência do carro, checar se há alguma restrição ou débito pendente e, principalmente, desconfiar de valores muito abaixo do mercado.

Além disso, é fundamental realizar a transferência bancária apenas quando o veículo estiver devidamente documentado e o contrato de compra e venda estiver assinado por ambas as partes. Caso contrário, é preferível buscar por outra oportunidade de negócio.

Ao desconfiar de qualquer situação suspeita, é essencial acionar imediatamente as autoridades policiais, para que os golpistas sejam identificados e presos. Somente com a colaboração da população e a ação eficiente da polícia é possível combater efetivamente o crime de estelionato e proteger os cidadãos.

Portanto, diante dessa prisão em Maricá, é fundamental que todos fiquem atentos e saibam identificar possíveis situações de fraude. Com a adoção de medidas preventivas, é possível evitar prejuízos financeiros e contribuir para a segurança da comunidade. A luta contra o estelionato é de todos nós.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]