Polícia Federal detém mulher foragida há 18 anos em Búzios

Polícia Federal prende em Búzios mulher que estava foragida há 18 anos






Búzios: Polícia Federal prende mulher que estava foragida há 18 anos

Búzios: Polícia Federal prende mulher que estava foragida há 18 anos

Uma mulher, de 58 anos, que estava foragida da justiça há 18 anos foi presa nesta sexta-feira (29) em .

De acordo com a Polícia Federal, ela foi condenada pelo crime de homicídio qualificado, por mandar matar o ex-marido em 2001 para ficar com o seguro de vida dele.

A operação contou com apoio das polícias Civil e Militar e, após levantamentos de dados de inteligência e monitoramento, os agentes conseguiram localizar e capturar a foragida que morava em Búzios desde que foi condenada.

A mulher foi levada para a 126ª DP, em Cabo Frio, onde permanece presa e à disposição da justiça.

A prisão da foragida

No dia 29 de abril, em uma operação conjunta entre a Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar, foi realizada a prisão de uma mulher de 58 anos que estava foragida da justiça há 18 anos. A captura ocorreu em , cidade localizada na Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro.

Segundo informações fornecidas pela Polícia Federal, a mulher foi condenada pelo crime de homicídio qualificado em 2001. Ela teria mandado matar o seu ex-marido com o objetivo de receber o dinheiro do seguro de vida dele.

A prisão só foi possível após intensos levantamentos de dados de inteligência e monitoramento. Os agentes conseguiram rastrear o paradeiro da foragida, que vivia em Búzios desde que foi condenada pelo crime.

Com a localização confirmada, foi realizada a prisão da mulher, que foi encaminhada para a 126ª DP, em Cabo Frio, onde ficará à disposição da justiça.

O crime e a condenação

O crime ocorreu no ano de 2001, quando a mulher mandou matar o seu ex-marido com o objetivo de receber o valor do seguro de vida dele. O homicídio foi qualificado, uma vez que a motivação foi financeira.

Após a investigação policial e a realização do julgamento, a mulher foi condenada e tornou-se foragida da justiça. Durante os 18 anos em que esteve em fuga, ela passou a residir em Armação dos Búzios, onde foi encontrada pela polícia.

A condenação pelo crime de homicídio qualificado prevê pena de reclusão, e a mulher agora terá que cumprir a sentença imposta pela justiça.

A ação das autoridades

A prisão da mulher contou com a atuação conjunta da Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar. Os agentes utilizaram técnicas de inteligência e monitoramento para rastrear o paradeiro da foragida, que vivia em Búzios há muitos anos.

A cooperação entre as diferentes forças policiais foi essencial para o sucesso da operação, que culminou na captura da mulher.

A Polícia Federal ressaltou a importância do trabalho de investigação e combate ao crime, reiterando o compromisso em garantir a segurança da população e a realização da justiça.

Praia de Cabo Frio

Considerações finais

A prisão da mulher que estava foragida há 18 anos em Búzios é um exemplo da eficiência da atuação das forças policiais na busca pela justiça. O crime cometido por ela, ao mandar matar o ex-marido por motivos financeiros, causou grande comoção na época e agora finalmente a responsável pelo homicídio foi encontrada.

A operação de captura contou com o trabalho conjunto da Polícia Federal, Polícia Civil e Polícia Militar, demonstrando a importância da cooperação entre as instituições na luta contra o crime.

A mulher, agora presa, ficará à disposição da justiça para cumprir a pena imposta pela condenação pelo homicídio qualificado. A prisão serve como um lembrete de que o sistema de segurança pública está atento e empenhado em solucionar os crimes, mesmo que passem anos sem resolução.

A comunidade de Armação dos Búzios e região poderá, assim, encontrar maior tranquilidade sabendo que uma pessoa perigosa foi retirada das ruas e que a justiça está sendo feita.

Fonte: Guia Região dos Lagos


Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]