Polícia Federal combate comércio ilegal de animais marinhos em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos

PF deflagra operação contra comércio ilegal de animais marinhos na Região dos Lagos

A Polícia Federal deflagrou hoje a Operação Aquarium, com o objetivo de combater o comércio ilegal de animais marinhos ameaçados de extinção. A ação aconteceu na cidade de , onde foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão.

A investigação teve início após a PF receber um relatório do Ibama sobre uma vistoria em uma carga de animais marinhos encontrada no Aeroporto Internacional de Belém. A carga continha 22 peixes ornamentais de diversas espécies, sendo que alguns deles são considerados ameaçados de extinção. Os animais haviam sido embarcados no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e tinham como destino final a cidade de Belém.

A carga foi comercializada por uma empresa sediada em , especializada na venda de peixes ornamentais para o exterior. Durante a fiscalização, foi constatado que a nota fiscal apresentada pela empresa não correspondia aos animais encontrados na carga. Entre esses animais estava a espécie de estrela-do-mar Linckia guildingi, que está na Lista Oficial da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção. Infelizmente, esses animais chegaram mortos ao seu destino final.

Vale ressaltar que a proprietária da empresa investigada já havia sido indiciada em 2020 pelo mesmo crime. Mesmo após o indiciamento, ela continuou a praticar o comércio ilegal de animais marinhos ameaçados de extinção.

A operação contou com o apoio do Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), que auxiliou na identificação das espécies ameaçadas de extinção e na verificação da procedência dos animais.

A proprietária da empresa investigada irá responder pelos crimes de comércio ilegal de animais de espécie rara ou ameaçada de extinção e falsidade ideológica, além de outros delitos que possam surgir ao longo da investigação.

A Polícia Federal continuará as investigações para identificar outros envolvidos no esquema criminoso e também para descobrir a origem dos animais ameaçados de extinção. É possível que eles estejam sendo capturados na Região dos Lagos.

É importante ressaltar que o comércio ilegal de animais silvestres é um grave crime ambiental. A exploração indiscriminada dessas espécies coloca em risco a biodiversidade dos ecossistemas marinhos. Esses animais desempenham um papel fundamental na manutenção do equilíbrio dos ecossistemas e na preservação da vida marinha.

A população também pode colaborar com a preservação dos animais marinhos ameaçados de extinção, denunciando casos de comércio ilegal às autoridades competentes. É fundamental conscientizar sobre a importância da proteção dessas espécies e promover ações de educação ambiental.

A Operação Aquarium é mais um passo importante no combate ao comércio ilegal de animais marinhos ameaçados de extinção. Espera-se que essa ação contribua para coibir essa prática criminosa e conscientizar a população sobre a importância da preservação da biodiversidade marinha. Somente com a união de esforços será possível garantir um futuro sustentável para as espécies ameaçadas de extinção e para os ecossistemas marinhos como um todo.

5/5 - (1 vote)
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]