Pescador denuncia falta de higiene na Praia do Siqueira, em Cabo Frio, e questiona certificação na Lagoa de Araruama.

spot_img

Pescador denuncia insalubridade na Praia do Siqueira em e questiona a Bandeira Azul na Lagoa de Araruama

Um recente vídeo veiculado na quinta-feira (7) mostra o descontentamento dos pescadores em relação à presença da Bandeira Azul em algumas praias da região da Lagoa de Araruama. O profissional de pesca, identificado como Alexandre, questiona como esses locais receberam o selo de sustentabilidade, uma vez que praias como a Praia do Siqueira, em , encontram-se totalmente insalubres.

O pescador, consternado após assistir a uma reportagem sobre o tema na televisão, questiona a situação e convida os jornalistas a darem um mergulho na Praia do Siqueira ou a embarcarem em seu barco. No fim do vídeo, Alexandre pega um punhado de lama e indaga: “Isso aqui é titica, ou estou enganado?”.

Apesar de a denúncia se concentrar em Cabo Frio e as praias da região da Lagoa de Araruama premiadas com a Bandeira Azul estarem localizadas em Iguaba Grande e São Pedro da Aldeia, as praias de Ubás e Pedras de Sapiatiba, respectivamente, os pescadores questionam como é possível haver pontos tão limpos a ponto de serem premiados, enquanto a Praia do Siqueira apresenta um estado tão lamentável.

Marcos Valério de Oliveira, presidente da ONG Nossa Lagoa Viva e morador do bairro há 56 anos, revela a situação dramática enfrentada pela população local desde 1990.

De acordo com ele, o sistema de saneamento básico não atende mais às necessidades da região. “Vivemos um drama aqui, uma situação completamente complicada desde a década de 90. É um sistema de saneamento básico que não atende mais. Uma situação primária desde a década de 90”, desabafa.

O gestor ambiental relata que o problema persiste devido a um “jogo de empurra” entre diferentes entidades. “Ficamos nesse jogo de empurro durante décadas, entre prefeituras, entre o consórcio, entre a agência reguladora, entre os geradores, deputados estaduais e federais”, afirma.

Na antevéspera do Réveillon deste ano, os moradores protestaram pela limpeza da Praia do Siqueira, bloqueando a Avenida América Central com pneus incendiados. A população alegou “degradação ambiental e infraestrutural da região e exige resposta do poder público”.

Entre as solicitações dos manifestantes estava a instalação de uma Estação de Tratamento de Esgoto Terciária para tratar os nutrientes e a remoção do lodo que se acumula no fundo da lagoa. Segundo eles, essa ação cessaria o que consideram “um jogo de mentiras sobre a situação do saneamento básico na região”.

Em relação aos problemas denunciados anteriormente, o RC24h entrou em contato com a prefeitura e com a Prolagos, concessionária responsável pelo saneamento básico na Região dos Lagos. Em nota, a prefeitura esclareceu que Cabo Frio foi contemplado pelo Comitê de Bacias Hidrográficas Lagos São João (CBHLSJ) com a aprovação de recursos para obras de saneamento no bairro Praia do Siqueira, no valor de R$ 1.710.029,02. Essa quantia será destinada à continuidade das obras da rede separativa de esgoto, que já foram realizadas parcialmente pela Concessionária Prolagos.

A prefeitura informou ainda que a previsão é que as obras tenham início no segundo semestre de 2024, a partir de julho. Já a Prolagos, à época, afirmou que o sistema de esgotamento sanitário da Praia do Siqueira está operando normalmente e que a concessionária está em contato permanente com as autoridades e associações de moradores para buscar melhorias no local.

Em relação à denúncia que viralizou recentemente, o Portal entrou novamente em contato com a prefeitura e com a concessionária. A prefeitura enviou uma nota afirmando que foi realizado o licenciamento para a ampliação do sistema de captação e tratamento de esgoto na Praia do Siqueira, que já concedeu licença para a Prolagos executar o serviço e já solicitou explicações da concessionária sobre o problema.

A Prolagos, por sua vez, afirmou que não identificou qualquer despejo no local e que o sistema de esgotamento sanitário de Cabo Frio está operando normalmente. A empresa ressaltou que segue em contato com as autoridades e associações para buscar melhorias no local. Recentemente, a concessionária implantou a rede separativa de esgoto no bairro e está prevista para este ano a melhoria da Estação de Tratamento de Esgoto do município situada no local.

Sobre a Bandeira Azul nas praias de Ubás, em Iguaba Grande, e Pedras de Sapiatiba, em São Pedro da Aldeia, a certificação está relacionada aos investimentos feitos em saneamento nos últimos 25 anos, elevando de zero para 93% o percentual de coleta de esgoto, sendo que todo esse esgoto é tratado. Coletas semanais atestam a boa qualidade da água nessas praias.

O processo de recuperação da lagoa pode ser constatado em diversos outros pontos, com o aumento na produção de pescado e o aquecimento da atividade turística.

Fonte da Notícia: Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]