Operação conjunta visa remover cercas em terrenos invadidos em Arraial

spot_img

: Operação conjunta mira retirada de demarcações em terrenos invadidos

Na quinta-feira (16), foi realizada em uma operação conjunta para a retirada de demarcações irregulares em área de invasão de terras públicas no distrito de Figueira, no bairro Caiçara. A ação contou com a colaboração de agentes da Fiscalização de Meio Ambiente, Grupamento Operacional Ambiental e Marítimo (GOPAM), policiais do Proeis e Ronda Ostensiva Municipal da Guarda (Romu).

A denúncia de invasão de terras públicas chegou através do canal de denúncia da Secretaria de Meio Ambiente, o Disque Denúncia. Após constatação e verificação da veracidade da situação, foi organizada uma operação em etapas para a retirada das demarcações irregulares. Foram removidos 65 mourões e 300 metros de arame.

Os terrenos invadidos estão localizados às margens da RJ 102 e são propriedade da Prefeitura, mas não são considerados uma reserva ambiental. O material recolhido durante a operação será utilizado para a manutenção do espaço onde ficam os cavalos apreendidos e animais soltos nas vias.

A ação conjunta entre as autoridades tem como objetivo combater a ocupação irregular de áreas públicas, garantir a proteção ambiental e preservar o ordenamento urbano da cidade. Além disso, visa coibir práticas ilegais, como invasões de terrenos e ocupações irregulares.

A população pode contribuir com esse trabalho realizando denúncias de ocupações irregulares através do número 22 99936-1255, que recebe somente mensagens via WhatsApp. A colaboração da comunidade é fundamental para ajudar as autoridades a combater esse tipo de crime e preservar as áreas públicas.

A operação realizada em Arraial do Cabo mostra o compromisso das autoridades em combater as invasões de terrenos e a ocupação irregular de áreas públicas. A ação conjunta entre diferentes órgãos, como a Fiscalização de Meio Ambiente e as forças policiais, possibilita uma atuação mais eficiente e efetiva no combate a práticas ilegais.

É importante ressaltar que a ocupação irregular de áreas públicas traz consequências negativas tanto para o meio ambiente quanto para a sociedade. Além de causar danos à natureza, a ocupação irregular prejudica o planejamento urbano, dificulta o acesso aos serviços públicos e compromete a qualidade de vida da população.

A retirada das demarcações irregulares em Arraial do Cabo é um passo importante para a regularização fundiária e a preservação do patrimônio público. Ações como essa são essenciais para garantir que as áreas públicas sejam utilizadas de forma adequada e sustentável, respeitando a legislação e os direitos de todos.

As imagens abaixo mostram a operação conjunta realizada em Arraial do Cabo:

![Imagem 1](https://guiaregiaodoslagos.com.br/wp-content/uploads/2024/05/1715968272_437_Arraial-do-Cabo-Operacao-conjunta-mira-retirada-de-demarcacoes-em.jpeg)

![Imagem 2](https://guiaregiaodoslagos.com.br/wp-content/uploads/2024/05/1715968272_362_Arraial-do-Cabo-Operacao-conjunta-mira-retirada-de-demarcacoes-em.jpeg)

A atuação das autoridades e a conscientização da população são fundamentais para combater as ocupações irregulares de terrenos e preservar as áreas públicas. É importante que todos estejam engajados nessa causa, denunciando casos de invasão e apoiando as ações de regularização fundiária. A cidade de Arraial do Cabo conta com a colaboração de todos para manter suas áreas públicas preservadas e garantir um ambiente urbano saudável e sustentável.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]