Menu

> Cidades

[wilcity_quick_search_form_shortcode]

Livro sobre jardins comunitários se inspira na Horta das Corujas

horta urbana horta das corujas

Horta das Corujas: Um pequeno paraíso em meio ao concreto de São Paulo

A Vila Madalena, um dos bairros mais famosos de São Paulo, é reconhecida por sua vida cultural agitada, restaurantes e vida noturna. Mas em meio a toda essa agitação, existe um espaço verde que contrasta com o ambiente urbano: a Horta das Corujas. Localizada em uma área de cerca de 800 metros quadrados, essa horta comunitária é um exemplo de agricultura urbana e sustentabilidade.

A história desse pequeno paraíso em São Paulo foi contada pela jornalista Claudia Visoni em seu livro intitulado “Horta das Corujas – Minha história de um pequeno paraíso em São Paulo e guia para plantio urbano”. Claudia narra como se tornou agricultora em plena selva de pedra, desde os primeiros passos até a criação da horta comunitária. O livro, lançado pela Bambual Editora, traz informações úteis para quem deseja ter uma horta em sua comunidade.

Claudia Visoni é cofundadora da Horta das Corujas e começou a se envolver com agricultura urbana em 2008, plantando em sua própria casa. Além de compartilhar sua experiência pessoal, Claudia também aborda práticas sustentáveis ao longo do livro. Um exemplo disso é que o livro foi impresso com tinta à base de soja, sem ingredientes tóxicos, demonstrando o compromisso com a sustentabilidade em todas as suas formas.

A criação de áreas verdes e hortas urbanas é uma medida simples e eficaz para combater a crise climática que enfrentamos atualmente. Além de contribuir para a redução de eventos extremos, como enchentes e ondas de calor, as hortas urbanas também proporcionam alimentos saudáveis de forma acessível à população urbana. É uma maneira de evitar o uso de agrotóxicos, que têm impactos negativos para a saúde e o meio ambiente.

Além disso, as hortas comunitárias fortalecem as relações sociais e apoiam comunidades vulneráveis, que muitas vezes não têm acesso a alimentos frescos. Com a produção local, também reduzimos as perdas de alimentos e as emissões causadas pelo transporte.

Ter uma horta em casa ou participar de uma horta comunitária também é uma forma de reconexão com a natureza e seus ciclos. Estudos científicos mostram que o contato com a terra e a produção de alimentos têm impactos positivos na saúde física e mental.

A Horta das Corujas, localizada na praça Dolores Ibarruri, na Vila Madalena, é aberta a todos e é uma ótima opção de lazer nos finais de semana. Além de caminhar e fazer um piquenique no local, é possível colher alimentos frescos cultivados na própria horta.

Se você se interessou pelo tema e deseja conhecer mais sobre a Horta das Corujas e a agricultura urbana, o livro de Claudia Visoni é uma ótima opção. O lançamento do livro acontecerá no dia 30 de janeiro, às 19h, na Livraria da Vila, localizada na Rua Fradique Coutinho, 915, na Vila Madalena.

A Horta das Corujas é um exemplo inspirador de como é possível transformar espaços urbanos em locais de cultivo e convivência com a natureza. Com iniciativas como essa, podemos tornar nossas cidades mais sustentáveis, saudáveis e resistentes às mudanças climáticas.

Ajude-nos e avalie esta notícia.

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]