Inea promove Programa de Combate a Incêndios Florestais em Área de Proteção Ambiental em Araruama

O foco do programa é a atuação durante o período de estiagem, que ocorre entre os meses de maio e setembro, minimizando as ocorrências de incêndios florestais e a consequente perda de biodiversidade

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) lançou o Programa Fumaça Zero, com o objetivo de combater e prevenir queimadas irregulares nos municípios do Rio de Janeiro. O programa foi apresentado na Área de Proteção Ambiental (APA) de Massambaba, em Praia Seca, distrito de . A iniciativa busca conscientizar a população sobre os riscos das queimadas e oferecer orientações sobre como evitá-las.

O foco do programa é atuar durante o período de estiagem, que vai de maio a setembro, quando ocorre um aumento no número de incêndios florestais. Esses incêndios representam uma ameaça à biodiversidade, causando a perda de diversas espécies da flora e fauna.

A cerimônia de lançamento contou com a presença de representantes do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Militar e Civil, Secretarias Municipais de Meio Ambiente e membros do poder público. O Programa Fumaça Zero será desenvolvido por meio de uma força-tarefa, com a colaboração de instituições do Governo do Estado e dos municípios.

A operação já teve início com a mobilização de cerca de 150 agentes na APA de Massambaba. Eles estarão atuando na conscientização da população, alertando para os riscos das queimadas e fornecendo informações sobre como evitar e agir em casos de incêndio. Além disso, os agentes também serão responsáveis por notificar aqueles que estejam promovendo queimadas irregulares.

As principais causas de incêndio florestal são acender fogueiras em trilhas, estradas ou acampamentos, soltar balões, queimar lixo ou pastagens e descartar pontas de cigarro acesas em locais inadequados. Essas práticas se tornam ainda mais perigosas durante o período de estiagem, devido à baixa umidade do ar e ao aumento do vento.

Durante o lançamento do programa, Rodrigo Régis, representante do Inea, ressaltou a importância de conscientizar a população para evitar os incêndios. Ele destacou que a população é a maior arma na prevenção dos incêndios durante a estiagem.

Para intensificar a conscientização, o Programa Fumaça Zero também emitirá notificações aos responsáveis pelas queimadas irregulares, explicando os riscos e orientando sobre as medidas corretas a serem tomadas.

Além das consequências ambientais, os incêndios florestais também podem causar problemas de saúde, uma vez que a fumaça liberada pode agravar doenças respiratórias. Por isso, é fundamental que a população esteja ciente dos riscos e tome medidas para evitá-los.

O Programa Fumaça Zero é um importante passo na proteção das áreas naturais e na promoção da conscientização ambiental. Com a participação de diferentes instituições e o apoio da população, é possível reduzir significativamente o número de incêndios florestais e preservar a biodiversidade. Ações como essa são essenciais para garantir um futuro sustentável para o estado do Rio de Janeiro.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]