Hospital de Búzios enfrenta grave crise

spot_img

Hospital Municipal de enfrenta situação crítica

O Hospital Municipal Dr. Rodolpho Perissé (HMDRP), localizado em , enfrenta uma situação crítica devido ao alto fluxo de pacientes e à falta de profissionais médicos. De acordo com a secretaria de Saúde do município, que divulgou um comunicado urgente nesta segunda-feira (4), a unidade conta apenas com quatro médicos, o que é insuficiente para atender a demanda.

A secretária de Saúde, Dra. Priscila Gasparetto, anunciou algumas medidas emergenciais para tentar aliviar a sobrecarga no hospital. A partir desta terça-feira (5), serão realizados exames laboratoriais de raio-x no Pronto Atendimento (PU) da Rasa, com o objetivo de desafogar o hospital central. Além disso, uma nova tenda de atendimento está sendo preparada para ser aberta o mais rápido possível.

Segundo a Dra. Priscila Gasparetto, metade dos atendimentos realizados no hospital são de pacientes de outros municípios da região. Essa é uma situação alarmante, que evidencia a sobrecarga não apenas do sistema de saúde local, mas também do sistema regional como um todo.

Diante desse cenário preocupante, a secretaria de Saúde de Búzios recomenda que os pacientes busquem atendimento apenas em casos reais de urgência, a fim de priorizar o cuidado e a segurança de todos. Essa medida é fundamental para que os profissionais de saúde tenham condições de prestar um atendimento adequado aos pacientes que realmente necessitam de cuidados imediatos.

É necessário que as autoridades do município e da região tomem providências urgentes para solucionar essa situação crítica no Hospital Municipal Dr. Rodolpho Perissé. O aumento do número de profissionais de saúde, especialmente médicos, e a melhoria da estrutura física da unidade são medidas essenciais para garantir um atendimento de qualidade à população.

A falta de investimentos na área da saúde é um problema que afeta não apenas Búzios, mas também diversos municípios brasileiros. É necessário que sejam destinados recursos públicos suficientes para garantir o funcionamento adequado dos hospitais e postos de saúde, garantindo o acesso da população aos serviços de saúde de forma ágil e eficiente.

Além disso, é fundamental investir na capacitação e valorização dos profissionais de saúde, para que eles possam desempenhar suas funções de forma adequada e com motivação. Essa valorização inclui, entre outras coisas, a oferta de salários justos e condições de trabalho adequadas, além de programas de capacitação contínua.

A população de Búzios e dos municípios vizinhos precisa urgentemente de soluções para a crise enfrentada pelo Hospital Municipal Dr. Rodolpho Perissé. A saúde é um direito básico do cidadão e cabe aos gestores públicos garantir o acesso a esse direito de forma digna e eficaz.

É preciso que as autoridades competentes priorizem a destinação de recursos e a implementação de medidas concretas para solucionar os problemas enfrentados pelo sistema de saúde de Búzios e região. A saúde da população não pode ficar em segundo plano e é responsabilidade de todos tomar as medidas necessárias para garantir o acesso a um atendimento de qualidade.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]