Final da Libertadores terá público e presidente da CBF faz pedido emocionante aos torcedores: ‘Juntos pela paz!’

Rlagos Noticias

Presidente da CBF confirma final da Libertadores com público e faz apelo a torcedores: ‘Precisamos de paz’

O presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, confirmou após reunião com dirigentes da Associação de Futebol da Argentina (AFA), do Fluminense e do Boca Juniors, que a final da Copa Libertadores, que acontecerá neste sábado, no Maracanã, terá a presença de torcedores. O dirigente fez um apelo pela paz aos brasileiros e argentinos.

Rio de Janeiro – O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, confirmou após reunião com dirigentes da AFA, do Fluminense e do Boca Juniors que a final da Libertadores, que irá acontecer neste sábado, no Maracanã, às 17 horas (de Brasília), terá a presença de torcedores. O dirigente fez um apelo pela paz aos brasileiros e aos argentinos.

Ednaldo Rodrigues, presidente da CBF – Leandro Lopes/CBF

“Vai ser com público, às 17h e esperamos que essa paz solicitada possa reinar antes, durante e depois da partida para que não possa trazer nenhum tipo de consequência para que possam pensar de outra forma. Vai depender dos torcedores. A partir de agora, os torcedores tem que se unir em torno do paz porque a segurança está acima de tudo”, disse.

A reunião aconteceu devido aos últimos episódios de violência no Rio de Janeiro entre torcedores do Fluminense e do Boca Juniors. Ednaldo reforçou a mensagem de paz que a Conmebol e as instituições desejam para a final.

“Foi uma reunião para pregar paz. Futebol é alegria. Aqueles que estão sem esse propósito é melhor não ir para o jogo. Assista pela TV. Vamos com os espíritos desarmados de qualquer tipo de violência e que possa conviver bem as duas torcidas. Tanto o presidente do Fluminense quanto do Boca Juniors, quanto da AFA e da Conmebol, pregam paz. A CBF também quer paz nos estádios”, afirmou.

Desde o sorteio dos confrontos das semifinais da Copa Libertadores, que colocaram Fluminense e Boca Juniors frente a frente na competição, tem havido uma preocupação com a segurança dos jogos. As duas partidas que envolveram as equipes foram marcadas por confusões e confrontos entre torcedores, o que levou as autoridades a tomarem medidas para garantir a segurança no dia da final.

Além disso, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e as instituições envolvidas têm incentivado a mensagem de paz e respeito entre as torcidas. Afinal, o futebol é conhecido por despertar muitas paixões e rivalidades, mas é importante que os limites sejam respeitados para que não haja violência.

A presença do público na final da Libertadores é um marco importante para o futebol. Após um longo período sem a presença de torcida devido à pandemia de Covid-19, o retorno dos torcedores aos estádios é celebrado pelos fãs do esporte.

Neste sentido, Ednaldo Rodrigues ressaltou a importância de os torcedores se unirem em torno da paz durante o jogo e evitarem qualquer tipo de confronto que possa prejudicar o evento e a imagem do futebol brasileiro e argentino.

A final da Libertadores promete ser um espetáculo emocionante dentro de campo, com Fluminense e Boca Juniors buscando o título continental. Espera-se que, além disso, seja um exemplo de convivência pacífica entre as torcidas, mostrando que o futebol pode ser uma fonte de alegria e união.

Fonte: Plantão Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]