Dúvidas sobre o futuro do PT em Cabo Frio

As incertezas que rondam o PT de Cabo Frio | Política Costa do Sol

Cabo Frio: As incertezas que cercam o futuro do PT na cidade

Imagem: Rafael Peçanha (PT), Lindbergh Farias (PT), Magdala Furtado (PV) e Lula (PT) – Reprodução/ Redes Sociais

Publicado em 04/03/2024 13:02

A cidade de , localizada na Região dos Lagos, se prepara para mais um episódio da disputa interna do Partido dos Trabalhadores (PT) em relação à candidatura para as próximas eleições. Ainda não se sabe se o PT irá apoiar o professor Rafael Peçanha ou a atual prefeita Magdala Furtado, do Partido Verde (PV), que busca a reeleição. O site “Agenda do Poder” trouxe à tona as dificuldades enfrentadas pela prefeita cabo-friense, que, sem partido, tentou se filiar às pressas ao PT e acabou filiando-se ao PV, partido aliado ao ex-presidente Lula.

Magdala Furtado foi a Brasília em busca de apoio do PT, e chegou a se encontrar com Lula e com a presidente do partido, Gleisi Hoffmann. No entanto, não conseguiu se filiar à legenda e optou pelo PV, que faz parte da mesma federação que o PT e o PCdoB. Segundo as regras da federação, a prefeita teria preferência na disputa interna por ser ocupante do cargo. Porém, Rafael Peçanha assegurou ter o apoio do PT estadual para concorrer.

Diante de toda essa confusão causada pela filiação da prefeita ao PV, surge a dúvida se Rafael Peçanha seguirá com a candidatura pelo PT ou se buscará outra legenda para disputar as eleições. De acordo com informações de bastidores, outros partidos de esquerda já ofereceram abrigo ao professor. A resposta de Rafael será dada em uma coletiva à imprensa nesta segunda-feira, no hotel Malibu.

A polêmica envolvendo a prefeita Magdala Furtado

A polêmica envolvendo a filiação da prefeita Magdala Furtado ao PV gerou uma série de questionamentos e incertezas no cenário político de . Além de não conseguir se filiar ao PT, a prefeita encontrou dificuldades em renovar sua filiação ao PV, que chegou a ser suspenso pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por problemas com a prestação de contas durante a campanha eleitoral anterior.

A prefeita, que vinha articulando apoios importantes para sua candidatura, incluindo o do deputado Lindbergh Farias, do PT, viu seu projeto político sofrer um revés com a recusa do PT em aceitar sua filiação. Segundo informações, o deputado chegou a declarar apoio ao professor Rafael Peçanha em uma reunião realizada há três meses em Cabo Frio.

O apoio do PT estadual a Rafael Peçanha

Enquanto Magdala Furtado busca alternativas para viabilizar sua candidatura pelo PV, Rafael Peçanha conta com o apoio do PT estadual para seguir na disputa eleitoral. O professor, que é filiado ao partido, tem sido sondado por outras legendas de esquerda que se dispuseram a abrigar sua candidatura.

A decisão de Rafael Peçanha em relação à sua candidatura será revelada durante uma coletiva à imprensa que ocorrerá nesta segunda-feira, no hotel Malibu. A expectativa é de que ele esclareça os rumos que o PT tomará em Cabo Frio, bem como quais serão suas próximas ações políticas.

A pré-disputa eleitoral em Cabo Frio

A pré-disputa eleitoral em Cabo Frio tem chamado a atenção da imprensa e dos eleitores, devido às incertezas que cercam a escolha do candidato do PT. A cidade, que já teve uma gestão petista, agora se vê diante de um impasse que pode definir os rumos políticos do município nos próximos anos.

Com a indefinição sobre qual candidato o PT irá apoiar, Rafael Peçanha conta com o respaldo do partido em âmbito estadual, enquanto Magdala Furtado busca alternativas no PV para garantir sua reeleição. Os próximos capítulos dessa novela política prometem movimentar ainda mais o cenário político de Cabo Frio.

Fonte da Notícia: Plantão Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]