Cabo Frio: Reclamações da administração do verão marcam debate sobre aeroporto na Câmara de Cabo Frio

Críticas à gestão do verão pautam audiência pública sobre aeroporto na Câmara de Cabo Frio | Política Costa do Sol

Audiência pública sobre concessão do Aeroporto Internacional de Cabo Frio

No dia 6 de março de 2024, ocorreu na Câmara Municipal de uma audiência pública para discutir a concessão do Aeroporto Internacional da cidade. O evento foi promovido pelo vereador Davi Souza (PDT) com o objetivo de debater a administração do aeroporto e evitar que ele seja controlado por outro município ou pelo governo federal.

Audiência pública sobre concessão do Aeroporto Internacional de – Renata Cristiane

A atual concessionária do aeroporto é a Costa do Sol, que administra o local através de um aditivo de contrato, uma vez que o contrato original já venceu há um ano. Porém, desde que a prefeita Magdala Furtado (PV) assumiu o cargo, o processo de concessão foi paralisado. Segundo Davi Souza, essa paralisação representa uma perda de mais de R$ 100 milhões em investimentos para a cidade.

Debate sobre a gestão do verão e violência contra turistas

Durante a audiência, entidades ligadas ao turismo, como o Cabo Frio Convention and Visitors Bureau e a Associação de Turismo Náutico e de Hotéis, estiveram presentes para discutir o assunto. No entanto, a atenção do debate foi desviada para a violência contra turistas e a falta de segurança que marcou a temporada de verão de 2024, com relatos de agressões e até mesmo assassinatos. Além disso, os representantes das entidades também criticaram a ausência de fogos de artifício no Réveillon.

Vídeo do debate sobre a gestão do verão
Vídeo do debate intenso sobre a gestão do verão em Cabo Frio

O presidente da Associação de Hotéis, Carlos Cunha, não poupou críticas aos representantes do governo de Magdala Furtado. Por sua vez, o secretário Adjunto de Turismo, Eduardo Menezes, tentou justificar as falhas apontadas. A falta de representatividade popular também foi questionada, com a presença de poucos vereadores no evento.

Pouca participação dos vereadores e cobranças por prazo na reformulação do edital

Apesar da importância em acelerar o processo de licitação da concessão do aeroporto, apenas cinco dos 17 vereadores compareceram à audiência. Líder e vice-líder de governo, Léo Mendes (DC) e Átila Motta (Avante), respectivamente, não estiveram presentes.

Davi Souza, o vereador responsável pela audiência, considerou o evento positivo, mas cobrou um prazo para que a prefeitura reformule o edital. Ruy França (CID), vereador da base da prefeita Magdala Furtado (PV), também participou da audiência e expressou sua satisfação, mas lamentou a pequena representação popular no evento.

Conclusão

A audiência pública sobre a concessão do Aeroporto Internacional de Cabo Frio trouxe à tona diversos desafios e questões importantes para o desenvolvimento da cidade. É fundamental que as autoridades municipais atuem de forma transparente e eficiente na administração do aeroporto, buscando soluções para os problemas apontados e garantindo a segurança e o conforto dos turistas e moradores.

Vídeo da audiência pública sobre a concessão do Aeroporto Internacional de Cabo Frio
Vídeo da audiência pública sobre a concessão do Aeroporto Internacional de Cabo Frio

Fonte da Notícia: Plantão Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]