Cabo Frio: Quiosques na Praia das Conchas, em Cabo Frio, retomam atividades irregulares, conforme denúncia

spot_img

Cabo Frio: Quiosques na Praia das Conchas, em Cabo Frio, reabrem irregularmente, segundo denúncia

Novo capítulo da polêmica das demolições dos quiosques

Em meio à polêmica das demolições de quiosques na Praia das Conchas, em , um novo capítulo se desenrola. Denúncias enviadas ao Portal RC24h neste domingo (19) apontam que o antigo Quiosque Tia Maria reabriu as portas nesta semana sob um novo nome: Gaivotas. No entanto, a operação é cercada de irregularidades e preocupações com a segurança dos turistas.

Segundo as denúncias, tanto o Gaivotas, que antes era o quiosque número 6, quanto o Tia Maria, que era o número 5, estariam funcionando sem autorização da prefeitura. Os projetos das estruturas ainda não foram definidos, e a área está embargada, o que impede o funcionamento dos estabelecimentos.

Além da questão legal, a reabertura dos quiosques em meio aos entulhos da demolição levanta preocupações com a segurança dos frequentadores da praia. A presença de escombros e pedaços de madeira representa um risco de quedas e acidentes, sobretudo para crianças, de acordo com o denunciante.

Questões sobre as autorizações e a segurança dos frequentadores

As denúncias ressaltam que os quiosques estão operando sem autorização da prefeitura, o que evidencia uma possível desigualdade no tratamento das autoridades. Enquanto alguns comerciantes precisam trabalhar com barracas na areia da praia após a demolição de seus estabelecimentos, outros conseguem reabrir mesmo sem os trâmites burocráticos devidos.

“A lei só serve para alguns? Enquanto famílias sofrem sem saber o que fazer, outros se aproveitam para se dar bem”, questiona um morador da região. A preocupação é se essa possível vantagem já estava acordada antes mesmo das demolições dos quiosques.

Posicionamento da prefeitura de

Procurada, a prefeitura de Cabo Frio não respondeu aos questionamentos até o fechamento desta matéria. A falta de um posicionamento por parte das autoridades levanta ainda mais dúvidas e aumenta a sensação de impunidade quanto às irregularidades apontadas.

Imagens que comprovam as denúncias

Para reforçar as denúncias e evidenciar a situação dos quiosques reabertos, foram divulgadas imagens que mostram a presença de entulhos e a estrutura montada sem a devida autorização. Através dessas imagens é possível visualizar os riscos que a situação representa para os frequentadores da Praia das Conchas.

Inserir imagens usando código HTML:

Imagem do quiosque Gaivotas com os entulhos das demolições
Imagem do quiosque Tia Maria funcionando sem autorização
Imagem do quiosque Tia Maria funcionando sem autorização

Preocupação com a segurança dos frequentadores

A presença desses entulhos e estruturas improvisadas sem a devida segurança coloca em risco a integridade dos turistas e moradores que frequentam a Praia das Conchas. Os pedaços de madeira soltos e as quedas de entulhos podem causar acidentes graves, principalmente para as crianças que brincam na areia.

A falta de fiscalização e a omissão das autoridades em relação às denúncias apenas aumentam a sensação de insegurança e impunidade. É papel da prefeitura garantir a segurança dos frequentadores das praias e reprimir atividades comerciais irregulares.

Espera por uma resposta das autoridades

A população de Cabo Frio aguarda um posicionamento da prefeitura em relação às denúncias, bem como a tomada de medidas cabíveis para regularizar a situação dos quiosques na Praia das Conchas. É necessário que as autoridades esclareçam a situação e assegurem o cumprimento das leis, garantindo a segurança e a igualdade de oportunidades para todos. A falta de ação pode gerar um sentimento de impunidade e desconfiança nas instituições responsáveis pelo bem-estar da cidade.

Conclusão

A reabertura irregular dos quiosques na Praia das Conchas, em Cabo Frio, levanta diversas questões sobre o tratamento diferenciado dado aos comerciantes e a segurança dos frequentadores. É fundamental que a prefeitura tome providências para regularizar a situação e garantir a segurança de todos. A população aguarda uma resposta das autoridades e espera que medidas sejam adotadas para evitar que situações como essa se repitam no futuro.

Fonte da Notícia: Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]