Cabo Frio: Cabo Frio realiza a 33ª Semana Texeira e Souza

spot_img

promove a 33ª edição da Semana Texeira e Souza

está se preparando para sediar a 33ª edição da Semana Teixeira e Sousa, que ocorrerá de 21 a 28 de março de 2024. O evento tem como objetivo fortalecer o papel da mulher negra na literatura, nas diversas formas de arte e na luta pelos seus direitos.

A programação completa do evento ainda está sendo finalizada e será divulgada em breve. A Semana Teixeira e Sousa já faz parte do calendário oficial de eventos de Cabo Frio, estabelecido pela Lei Municipal nº 1.106/91, e do Estado do Rio de Janeiro, através da Lei Estadual nº 6.290/12.

Teixeira e Souza, escritor cabo-friense pioneiro do romance brasileiro, levantava questionamentos sobre as condições das mulheres em sua época em suas obras. Em 1852, ele escreveu sobre a injustiça sofrida por uma mulher ao ser impedida de casar com seu amor por ser pobre, sendo obrigada a se casar com um homem rico. Essa crítica às desigualdades vividas pelas mulheres ainda é atual e mostra a evolução e progresso da luta por direitos igualitários.

Antônio Gonçalves Teixeira e Sousa deixou um legado importante na literatura brasileira. Filho de um comerciante português e de Ana Teixeira de Sousa, ele é autor da obra “O Filho do Pescador”. Em 1855, seu trabalho lírico foi elogiado por ninguém menos que Machado de Assis, que o chamou de “gênio americano”. Machado também dedicou um longo poema a Teixeira e Sousa em homenagem ao escritor que o ensinou o ofício da tipografia. Teixeira e Sousa faleceu em 1861, aos 49 anos.

Dentro do universo literário de Teixeira e Sousa, destaque para a figura de Jacinta. Ela representa a luta e o papel das mulheres na sociedade da época em que o autor viveu (1812-1861). Teixeira e Sousa escreveu diversos artigos em jornais da época abordando a questão da mulher, mostrando sua defesa e comprometimento com a luta feminina em busca de igualdade. Jacinta é uma personagem negra descrita no livro “As Tardes de Um Pintor”, que retrata desde sua aparência física até sua personalidade.

Outro termo de destaque é “Ialodés”, que vem da língua Iorubá e representa mulheres que têm o papel de representar outras em diversas questões. Esse resgate do termo faz referência às diferentes formas de organização que foram relevantes na resistência contra a escravidão. Com o tempo, o termo foi apropriado para destacar a influência das mulheres negras na política e em outros espaços públicos.

A Semana Texeira e Souza em Cabo Frio reforça a importância do legado do escritor e poeta cabo-friense, além de dar voz e evidenciareitar a luta das mulheres negras na sociedade. O evento é uma oportunidade de reflexão, diálogo e valorização da cultura afro-brasileira.

*Texto escrito de forma jornalística e com base nas informações da notícia original.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]