Cabo Frio: Acordo firmado entre Prefeitura de Cabo Frio e Governo Estadual

Protocolo de intenções é celebrado entre Prefeitura de Cabo Frio e Governo do Estado

Protocolo de intenções é celebrado entre Prefeitura de e Governo do Estado

A Prefeitura de assinou, nesta segunda-feira (1º), um protocolo de intenções com o Governo do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo do documento é integrar as características típicas do município de modo a contribuir para a formulação de políticas públicas econômicas e estratégias de desenvolvimento.

O termo de cooperação entre órgãos foi celebrado no Palácio da Guanabara, juntamente com as outras dez cidades da Baixada Litorânea. O evento foi organizado pela Secretaria de Estado de Energia e Economia do Mar, que está com projetos de potencializar a economia azul no estado.

Cabo Frio é uma cidade que tem muitos atributos de atividades do mar. Além das atividades tradicionais como pesca, sal, turismo e moda praia, a cidade também tem potencial para turismo náutico e esportes aquáticos. A integração entre o Governo do Estado e os municípios envolve atividades relacionadas à economia do mar, como a valorização do patrimônio histórico ligado ao mar e o fomento de cadeias econômicas produtivas.

A assinatura do protocolo é um movimento regional que fortalecerá o potencial de desenvolvimento de Cabo Frio de forma sustentável. A cidade já possui iniciativas importantes como a Bandeira Azul e o Projeto Orla, que promovem a gestão ambiental e a qualidade social e ambiental das praias e zonas costeiras.

O protocolo de intenções envolve as secretarias de Estado do Ambiente e Sustentabilidade, de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços, de Energia e Economia do Mar, de Esporte e Lazer, e de Turismo do Rio De Janeiro, com os municípios de Araruama, Arraial do Cabo, Armação Dos Búzios, Cabo Frio, Casimiro de Abreu, Iguaba Grande, Rio Das Ostras, São Pedro da Aldeia, Saquarema e Silva Jardim.

Esse protocolo de intenções visa fortalecer a cooperação mútua entre o Estado e os municípios, promovendo o desenvolvimento econômico sustentável das atividades relacionadas ao mar. Através da troca de conhecimentos, produção científica e integração de calendários de atividades, pretende-se potencializar a economia do mar na região.

Para alcançar esse objetivo, são propostos alguns eixos de atuação. O primeiro deles é a valorização e preservação da história e cultura relacionadas à economia do mar, como as atividades salineiras, pesqueiras, marisqueiras, sambaquis e caiçaras. Além disso, pretende-se identificar e fomentar cadeias econômicas produtivas ligadas ao mar, considerando atividades como esporte, lazer e turismo.

A paz também é um dos objetivos do protocolo, buscando fortalecer institucionalmente as atividades relacionadas ao mar e apoiar arranjos de cooperação entre os municípios. O monitoramento das atividades relacionadas à agenda 2030 das Nações Unidas também será uma área de atuação, em especial as metas 6 e 14, que abordam a gestão sustentável dos recursos hídricos e dos oceanos.

As parcerias desempenham um papel fundamental nesse processo, permitindo a troca de conhecimentos e a promoção de sinergia entre as diferentes instituições e atores envolvidos. Além disso, é necessário promover a gestão ambiental e a valorização patrimonial da região, buscando sempre a sustentabilidade econômica, social e ambiental.

A assinatura do protocolo de intenções é um passo importante para o desenvolvimento de Cabo Frio e demais municípios da região. Ao promover a integração entre o Governo do Estado e os municípios, será possível potencializar as atividades ligadas ao mar, fortalecendo a economia local e garantindo a preservação dos recursos naturais.

É fundamental que o Estado e os municípios trabalhem juntos para criar políticas públicas que impulsionem o desenvolvimento sustentável das atividades relacionadas ao mar. Com a assinatura do protocolo de intenções, Cabo Frio e demais cidades da Baixada Litorânea estão dando um passo importante nessa direção. O futuro econômico da região depende do uso consciente e sustentável dos recursos naturais, e esse protocolo é um passo significativo nessa direção. Com a união de esforços, será possível fortalecer a economia do mar e garantir um futuro melhor para todos.

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]