Ambulantes da Praia do Forte paralisam em protesto por espancamento de turista em Cabo Frio

spot_img

Cabo Frio: Protesto de familiares de turista morto provoca paralisação de ambulantes na Praia do Forte

Em solidariedade aos familiares do turista morto na Praia do Forte, em , no sábado de Carnaval, barraqueiros e ambulantes decidiram suspender suas atividades no local neste sábado (16). A medida foi acordada em uma reunião com a prefeita Magdala Furtado, que assinou um documento proibindo a instalação de qualquer tipo de equipamento na areia da praia devido à manifestação planejada para o dia.

Um mês após o crime, ocorrido durante uma briga por espaço na praia, os familiares e amigos da vítima organizarão um protesto em busca de justiça. Rodrigo Canust Pereira, de 35 anos, foi brutalmente agredido e faleceu em decorrência dos ferimentos. O caso chocou tanto a cidade de quanto a cidade de Queimados, onde Rodrigo residia.

O protesto, que está previsto para começar às 13h, contará com a presença dos familiares da vítima, além de amigos e outros apoiadores. Espera-se que cinco ou seis ônibus tragam pessoas de Queimados para se juntar ao ato. A paralisação também tem como objetivo evitar possíveis conflitos entre manifestantes e trabalhadores das barracas, intensificando ainda mais a situação.

Nas redes sociais, Rosangela Canust, mãe de Rodrigo, pediu por justiça e destacou a importância de impedir que outros turistas sofram com a violência de barraqueiros que se consideram donos da praia.

Desde o incidente, três pessoas foram presas em flagrante e outras duas foram indiciadas e tiveram a prisão decretada com base em provas e depoimentos de testemunhas. A licença da barraca onde o crime ocorreu continua suspensa durante as investigações.

Manifestação por justiça

O caso de Rodrigo Canust Pereira gerou indignação na população e alimentou o debate sobre o ordenamento e a segurança nas praias da região. A expectativa é que o protesto deste sábado sirva como um grito por justiça e segurança para todos.

A morte do turista espancado por barraqueiros em Cabo Frio levanta questões sobre a disputa de espaço e o uso irregular das praias. É fundamental encontrar soluções para garantir a integridade física e a tranquilidade dos banhistas, além de preservar o direito de trabalhadores locais, como barraqueiros e ambulantes, de atuar de forma legal e digna.

A participação dos órgãos competentes, como a prefeitura e a polícia, é essencial para coibir conflitos e estabelecer normas claras para o uso das praias. A segurança e o bem-estar de moradores e turistas devem ser prioridade, promovendo um ambiente saudável e acolhedor para todos.

Foto: Guia Região dos Lagos

Diálogo e medidas efetivas

É fundamental que haja diálogo entre todas as partes envolvidas nessa questão para que medidas efetivas sejam tomadas. O ordenamento das praias, a fiscalização das atividades dos barraqueiros e ambulantes e a segurança dos banhistas são questões que devem ser tratadas de forma conjunta, visando o bem-estar de todos.

Ao suspender suas atividades em sinal de respeito aos familiares do turista, os barraqueiros e ambulantes demonstram a importância da empatia e da união em momentos de tragédia. É um gesto significativo que deve ser valorizado, pois ressalta a solidariedade e a busca por justiça em uma situação extremamente delicada.

Espera-se que a manifestação deste sábado seja pacífica e que as reivindicações por justiça sejam ouvidas pelas autoridades responsáveis. É necessário que esse caso seja tratado com a devida seriedade e que a segurança dos frequentadores das praias seja assegurada.

A violência e a impunidade não podem ser toleradas em nenhuma circunstância. A morte de Rodrigo Canust Pereira deve servir como um alerta para que medidas sejam tomadas a fim de evitar que outros turistas e moradores locais se tornem vítimas de agressões semelhantes.

A luta por justiça é de todos, e a união da sociedade civil, juntamente com as autoridades competentes, é o caminho para que casos como esse não se repitam e que as praias de Cabo Frio sejam espaços seguros e acolhedores para todos os seus visitantes.

Fonte da Notícia: Guia Região dos Lagos

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Bruno Rodrigo Souza

Bruno Rodrigo Souza

Bruno é Fundador e Editor no Guia Região dos Lagos

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]