Neuralink de Elon Musk realiza primeiro implante de chip cerebral em pessoa

'Neuralink', de Elon Musk, faz 1º implante de chip cerebral em humano

Empresa de Elon Musk implanta chip em cérebro humano pela primeira vez

A empresa Neuralink, fundada pelo bilionário Elon Musk, realizou o primeiro implante de um chip cerebral em um paciente humano. A intervenção ocorreu no domingo (28) e foi divulgada por Musk nas redes sociais na segunda-feira (29). Esse feito representa um marco importante no desenvolvimento da tecnologia de interface cérebro-computador (BCI, na sigla em inglês).

Avanço nas pesquisas em implantes cerebrais

Em maio de 2023, a Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) concedeu autorização para a realização de estudos envolvendo implantes cerebrais em seres humanos pela Neuralink. A partir desse momento, a empresa começou a recrutar voluntários para participar das pesquisas.

O primeiro dispositivo desenvolvido pela Neuralink, chamado de “Telepaty”, permite que os humanos controlem dispositivos eletrônicos, como computadores e celulares, apenas com o pensamento. Segundo Musk, a intenção é beneficiar, inicialmente, indivíduos que perderam o uso dos membros, como pessoas com paralisia ou doenças neuromotoras.

Recuperação do paciente e resultados promissores

Musk divulgou que o paciente que recebeu o primeiro implante está se recuperando bem. Além disso, os resultados iniciais indicam uma detecção promissora de picos de atividade neuronal.

O procedimento de implante do chip é conduzido pela Neuralink por meio de um robô, que realiza a cirurgia. O dispositivo é instalado em uma região específica do cérebro responsável pelo controle do movimento. Esse primeiro teste tem como objetivo avaliar a segurança do implante em si e do robô utilizado durante a cirurgia.

Pesquisa voltada para pessoas com paralisia

No momento em que a empresa abriu inscrições para voluntários, o recrutamento era direcionado para pessoas que sofrem de paralisia causada por lesões na medula espinhal cervical ou esclerose lateral amiotrófica. O objetivo é oferecer uma nova possibilidade de comunicação e interação para esses indivíduos, que enfrentam limitações motoras severas.

Impacto da tecnologia no futuro

O desenvolvimento de interfaces cérebro-computador representa um avanço significativo na integração entre o homem e a máquina. A capacidade de controlar dispositivos eletrônicos através do pensamento pode revolucionar a vida de pessoas com deficiências e abrir possibilidades no campo da medicina, reabilitação e tecnologia.

A expectativa é que, no futuro, o uso de chips cerebrais permita a restauração de funções motoras, como a capacidade de mover membros paralisados ou até mesmo a recuperação da fala em casos de pacientes com incapacidades físicas graves. Além disso, a tecnologia poderá ter aplicações em áreas como jogos e entretenimento, oferecendo experiências imersivas e inovadoras.

Conclusão

O implante do chip cerebral realizado pela Neuralink em um paciente humano marca um importante avanço na pesquisa de interfaces cérebro-computador. A possibilidade de controlar dispositivos eletrônicos através do pensamento representa uma nova forma de interação entre pessoas e máquinas. A expectativa é que essa tecnologia traga benefícios significativos para indivíduos com deficiências motoras, possibilitando uma maior autonomia e qualidade de vida.

Fonte: Guia Região dos Lagos

Logotipo

Imagem: Logo da Neuralink, empresa de Elon Musk

Implante cerebral

Imagem: Ilustração de um implante cerebral

Ajude-nos e avalie esta notícia.
Picture of Felipe Rabello

Felipe Rabello

Felipe é um dos editores do Guia Região dos Lagos.

Use os botões abaixo para compartilhar este conteúdo:

Facebook
Twitter
Telegram
WhatsApp
[wilcity_before_footer_shortcode]